quarta-feira, 13 de abril de 2011

Sou de outro planeta

Muitas vezes tenho a impressão que vim de outro planeta. Talvez tenha chegado aqui numa nave como aquela que apareceu na reportagem de uma TV limenha a qual postei no final de semana. Para disfarçar, me enfiaram disfarçadamente na barriga da minha mãe ainda em Mato Grosso do Sul e nasci meio ao acaso lá no Rio de Janeiro. Quem sabe não foi isso que aconteceu?

Outro dia estávamos num churrasco e um dos vizinhos do dono da casa chegou com um monte de maracujás grandões e apetitosos. Inocentemente, peguei um deles, parti ao meio e comecei a comer seu recheio com uma colher. E não é que teve gente que se espantou quando me viu fazendo isso? Ué, pra mim é a melhor e mais saborosa maneira de desfrutar dessa fruta. O quê? Botar açúcar?! Tá doido? Quer estragar meu prazer? Eu tenho mesmo atração pelo azedo. Adoro estraçalhar uma laranja, chupá-la e comer o bagaço todinho. Mas tem de ser laranja pera porque é meio azedinha. Pra mim laranja doce é um dos piores sabores, não consigo gostar nem que me paguem.

Certa noite estávamos de carro com um amigo e passamos na divisa entre o Setor Comercial Sul e o Setor Hoteleiro Sul. Fiquei observando, curiosa, algumas prostitutas fazendo ponto. Vi uma que tinha as pernas belíssimas, quem me dera ter umas pernas daquela. Aí perguntei pro Humberto o que ele achava das pernas da guria. Normal. E não é que nosso amigo achou isso estranho? Ué, mas porquê?!

Um dia descubro de que planeta brotei...

Um comentário:

Clara disse...

Oi moçaaaaaaa

Voltei! =) Saudades daqui!

Ah, então você e meu irmão são do mesmo planeta. rsrsrs Meu irmão também como maracujá puro, sem nada. =)

Beijos florrr, voltarei com mais frequência. =*

Clara