sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Viva Obama!


Venho reparando uma coisa comum entre eu e a maioria de meus amigos ou contatos blogueiros: dificilmente alguém de suas respectivas famílias lê seus blogs. Parece que aquele dito popular: "Santo de casa não faz milagre" se aplica direitinho a esse caso.

De minha família, até onde sei, só uns três ou quatro primos entram aqui de vez em quando, todos peruanos. Talvez nossa distância geográfica os incentive a ler as coisas que publico aqui. Dos primos brasileiros, bem raramente uns dois ou três passam por esta esquina. Das minhas irmãs (todas moram em Brasília), só uma delas havia entrado aqui uma vez. Quanto mais perto, aparentemente menos interesse nessa coisa de Blog, pelo menos em meu contexto familiar.

No entanto, eis que para minha surpresa esta semana, a famosa Ju, minha mana caçula, protagonista de algumas historinhas que andei contando por aqui, resolve se tornar leitora diária desse espacinho virtual. Para prestigiá-la, escrevo este "post-resposta" a um comentário que ela escreveu anteontem.

Ju (e todos que pensam parecido), no caso da eleição do Obama, acho que realmente não só o Jornal Nacional, mas todos os veículos de comunicação brasileiros tinham realmente a obrigação de fazer uma boa cobertura disso. Queiramos ou não, os Estados Unidos mandam no mundo, fazer o quê...e esta eleição foi histórica, sem sombra de dúvida. A eleição e seu resultado. E ambos tem sim muito a ver com o Brasil também e com todo o mundo. Torci muito por Obama e fiquei feliz por sua vitória. A parada não vai ser fácil, mas ele é infinitamente melhor que Bush. Com Obama, pelo menos, temos esperança concreta que algo pode mudar.

Agora falando da cobertura corrente da maioria dos veículos no Brasil, deixando o assunto das eleições dos EUA de lado, realmente o que ocorre é meio que uma aberração, do meu ponto de vista. Sabemos mais do que ocorre nos EUA do que em países vizinhos nossos. Boa parte das pessoas curte mais música vinda de lá do que de nosso continente. A maioria das escolas ensina só inglês e ainda não inclui o espanhol, apesar de sermos latinoamericanos (ainda bem que, aos poucos, o espanhol também está sendo introduzido em algumas escolas).E há tanta pauta jornalística interessante rolando pela América Latina...mas é aquela coisa: é o money que manda em tudo...

Por isso adoro a Internet: ela nos dá a possibilidade de encontrar cada vez mais e mais veículos alternativos, que possam nos trazer informação diferenciada, já que a maioria das notícias da TV são iguais...

Crédito da foto: arte-de-opinar.blogspot.com/

13 comentários:

su parente souza disse...

É isso aí Ju. Eu sempre passo pela esquina e procuro deixar minhas pegadas, já que aqui também dou boas gargalhadas.
Gostaria de reunir o nome de todos que foram queimados pela KKK e ainda brancos que se engajaram na luta pelos direitos civis e fazer um grande mural. Sou totalmente contra a divisão étnica de raças pois isso levou a muitos erros. Sei que essas mudanças são bem difíceis, mas temos que aprendera ver os valores das pessoas, independentemente de sua cor ou crédulo. Temos que exercitar muito para poder viver em um mundo mais humano.
Pensar nos genocídios, mutilações, laboratório de experiências e toda a falta de compreensão para com o povo africano é vergonhoso. Mas assim como a Índia está conseguindo se libertar das amarras sei que isto também ecoará na Mama África. Por ser Darwinista, sempre digo: Se o homem foi criado a semelhança de Deus, até que provém o contrário, Deus é Negro, pois foi lá que nasceu o homem e depois migrou.

*Ju* disse...

Tenho muito a escrever nesse post, mas agora estou fazendo meus cabelos... Ja já eu posto...
Bjs!

*Ju* disse...

Primeiramente, obrigada pela homenagem. E acho que eu, como uma internacionalista com vocação extrema para páramilitar, devo lembrar que os EUA não é um país deveras amiguinho. Ele não participa dos nossos projetos de cooperação internacional. Ele não nos apóia em nossos projetos. Eles não importam a nossa carne bovina em grande quantidade, como a Rússia. A penúltima rodada DOHA foi um fiasco... E não nego que atualmente ele é o manda-chuva do mundo, mas por pouco tempo. Vocês se lembram sobre a teoria do pêndulo de Watson? Um hegemon não permanece por muito tempo na fase de Império. E talvez nem exista mais esse imperialismo americano. Talvez tenha sido substituído por uma preponderância. Não dou nem 20 anos pra essa hegemonia acabar. Potências se levantam para tomar seu lugar.Lembrando que daqui a pouco tempo, um fator decisivo no jogo de poder é a disputa por recursos naturais, como a água.

Julia Ardón disse...

Yes, We can!!
;)

Menina de óculos disse...

Só quem lê meu blog é a minha irmã. E é melhor assim...o resto da família num tá preparado pra mim...rsrsr
E by the way...
Yes, we can!!! Esse é meu lema agora...

bjs Sil

PATERNITAS disse...

We can do What?

Só para ser do contra. Não estou nem um pouco entusiasmado com a eleição do Obama. Sei lá, mesmo sendo de outro planeta (já que todos os terráqueos, menos os idiotas republicanos, adoram o Obama), acho que está havendo muito barulho por nada.
Tá, o cara é essa coca-cola toda? Pros EUA, pode até ser. Mas e pro resto do mundo? Quem disse que o que é bom pros EUA é bom pra gente? Acaso nos beneficiamos da Doutrina do Porrete? De Bretton Woods? Etc. etc.?
Alguém sabe o que esse maluco pensa sobre a economia global e abertura de mercados? Eu fui procurar o programa dele para america latina. Eis as perolas mais brilhantes:
Trade Policy That Works for All People in All Countries: Obama and Biden believe that trade with foreign nations should strengthen the American economy and create more American jobs. They will stand firm against agreements that undermine our economic security and will use trade agreements to spread good labor and environmental standards around the world.
Advance Security Across the Region: Obama and Biden believe that we need to target all sources of insecurity through a new hemispheric security initiative. This initiative will foster cooperation within the region to combat gangs, trafficking and violent criminal activity. It will strive to find the best practices that work across the hemisphere, and to tailor approaches to fit each country.
Alguém me explica? Acordos que prejudicam a economia deles não pode, mas que se beneficia-los pode tudo. E ainda, eles vão combater as atividades criminosas da AL? Quem deu esse poder de policia para eles? Sai do meu quintal Yankee nojento!
Bom, fora meu preconceito com super-herois midiáticos adorados pela população, tomara que dê certo.... Pois, sim, certamente ele parecer ser BEM MELHOR do que Bush(a). Pelo menos a retórica dele é mais bonitinha....
Beijo no cérebro da galera!

Ana disse...

Posso comentar? Sil, nao te conheco pessoalmente, sou a irma do Sergio (ainda bem que ele soh tem uma, senao acho que o pobre endoidaria, rs). As vezes passo por aqui quando os titulos dos seus posts que aparecem pelo blog da minhoquinha sao interessantes (esse sim, tem minha presenca assidua!)

Olha, o Obama chegou com uma mistura de emocoes. Ele esta onde esta nao soh pelo que ele representa - nao podemos esquecer do fenomeno Sarah Palin, que acabou com a candidatura do McCain. Eu nao votei (nao posso), mas torci com todo fervor para o "omi". Nao necessariamente porque acredito 100% na politica dele (o acho conservador demais para ser democrata, mas acho tambem que os EUA nao estah pronto para receber um liberal), mas porque ele representa sim uma mudanca sociopolitica nos EUA.

Aqui estah um fervor com documentarios sobre a historia do apartheid de "antigamente". Gente que nao podia usar os mesmos banheiros que os brancos tiveram o privilegio de votar, e de votar para um negro. Mulheres que nao tinham direito algum, em especial as negras, puderam gritar ao mundo o seu poder. Eh claro que Hispanos e Negros, ao contrario do que se pensava, nao votaram 100% no partido democrata. O interessante ai eh que a religiao baguncou tudo: varias pessoas diziam que adoravam Obama e o que ele representava, mas essa historia de aborto... jah complicou o esquema.

Assim que ha que pensar no que Obama representa para os americanos (alguns estao fulos da vida e as piadas racistas estao na flor da pele), para o dia a dia do que significa um preconceito e racismo (espera... um branco sendo governado por um negro??? Num Pais que teve guerra civil entre preto e branco??), e para a mensagem que o povo esta mandando ao atual governo: cansamos de guerra....

Vou confessar que tambem estou "sentada na varanda" e observando o que vai acontecer. Nao podemos esquecer que, exatamente porque ele eh negro e porque ele prometeu tanta mudanca, ele vai ser observado por todos nos de pertinho. Agora eu te digo: o que escuto de muitos imigrantes eh: agora sim, nos podemos criar os nossos filhos em um Pais que jah conseguiu colocar um negro no poder.

Ai, juro que jah paro de falar... observem, entretanto, que o mesmo povo que votou para Obama, votou a favor da Proposicao 8 (contra casamento gay) e a favor do ingles como lingua unica em documentos oficiais. Assim que nos temos, ainda, muiiittoo caminho e trabalho pela frente.

Pronto. Ufa. Obrigada por "escutar". E obrigada por dar um espaco para falar sobre um assunto que esta fervilhando pelo mundo..

*Ju* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
*Ju* disse...

hahaha!!! Adorei o que disse o Paternitas! Assino embaixo em tudo!!!"Sai do meu quintal Yankee nojento!" Talvez esse Obama falará baixo com um porrete na mão... e aí... a gente vai continuar acreditando em Papai Noel???

Ana Paula Pietroluongo - CRP 01/10839 disse...

Nossa...essa discussão vai render...
Só um complemento... concordo com o Sérgio, e acredito que o efeito Obama é muito parecido com o efeito Lula aqui no Brasil...
De fato a sua eleição é carregada de simbolismo e, sem dúvida, isso representa um movimento muito importante da população americana...
Mas, pensando unicamente na figura do Obama...acredito que ele é muito mais estética, imagem, do que de fato ação... ouvi um comentário da CBN que fez muito sentido para mim...ele representa o poder de uma maioria no senado que já comanda, de alguma maneira, as diretrizes nos EUA...
Então não fico tão entusiasmada com o efeito Obama politicamente e economicamente falando....
MAs sinto que este movimento fala de uma inquietação da população americana (aqui eu coloco toda a américa) em favor dos direitos humanos e do acolhimento da diferença...todos querem mudança mas, infelizmente, eu acredito que não temos nenhum político neste planeta capaz de satisfazer essa nossa vontade.... Infelizmente!!!!

É isso!!

BEIJOS

PATERNITAS disse...

Do ponto de vista profissional, acho que a Sil deve estar adorando este bate papo... Valeu Sil pelo espaço democrático!

*Ju* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabiana disse...

Salve, Ju.... A rel de plantão....
Apenas para registrar um plágio ao God Bless America.... "God Bless Obama"... E a nós todos tb... 8^)