quarta-feira, 21 de abril de 2010

A textura da cobra é legal, mas prefiro a dos quatis...

A Su Parente, de Sampa, perguntou se aquela jibóia do post do sábado é geladinha. Que nada...a bichinha não estava nem quente nem fria...aliás, acho que eu e ela estávamos com a mesma temperatura corporal. Até que era confortável sentir sua textura na pele. Mas confesso que prefiro sentir a textura dos encantadores quatis, peludinhos, fofinhos.

Encontramos estes seres com cara de bichinhos do Walt Disney tanto no parque argentino como no parque brasileiro das cataratas do Iguaçu.  Lindos, travessos e irrequietos, ficam todo o tempo à espreita para tentar roubar comida dos turistas. Eu mesma fui vítima de um deles no parque argentino. Ia comer uma tortinha de verduras quando, muito rapidamente, um deles veio correndo, subiu na mesa onde eu estava sem a menor cerimônia e a levou para longe. Tomei um susto, claro, mas me encantei tanto com esses bichos que nem fiquei chateada com o furto de meu lanche. Minutos depois, outra moça é "assaltada": outro quati chega, pega a comida dela e sobe correndo pelo tronco de uma árvore para poder degustá-la sem ser incomodado. A reação é padrão: se perto da lanchonete você começa a escutar gritarias e/ou alvoroço, pode apostar que o ladrão mais simpático que já vi está aprontando das suas.

No parque brasileiro, vimos alguns deles entrando até mesmo dentro de lixeiras para procurar comida. Foi então que descobrimos o porquê de serem tão reforçadas por ali: tem que ser mesmo bem robustas, à prova de quatis...os bichos entram com tal voracidade e truculência dentro das lixeiras que uma do tipo normal não aguentaria seus "atos de vandalismo". O pior é que eles fazem uma sujeira danada: ao chegarmos na área de lanchonetes, estava tudo muito limpo e em ordem. Depois que uma leva de uns dez quatis chegaram no melhor estilo "arrastão", o cenário mudou de figura, parecia que havia passado um furacão por ali: copos de plástico amassados, sacos de batata-frita, restos de saco de hamburguer, entre outros lixos, foram atirados de dentro da lixeira para o chão pelos quatis, em sua busca frenética por restos de comida.

Não adianta nada botarem aqueles avisos de "Não dê comida aos animais" em ambos os parques...eles próprios se encarregam de buscá-la a todo custo...

Fotos: eu mesma.

5 comentários:

Clara disse...

Mas que bando de mau caráter!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!

Sapecas aproveitadores! rss

Ana Maria disse...

Que lindos!!!

Stella disse...

Os quatis são gracinhas! Gosto muito mais deles do que daquela sua nova amiga, rs.

Clébio disse...

Compraram um quati? Dois quatis? E por aí vai?

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, tem de tomar cuidado, mas acho que você até gostou...

Fique com Deus, menina Sil.
Um abraço.