quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

"A senhora lembra o nome de seu marido?"

Ontem fui marcar uns exames de rotina para o Humberto quando me deparei com uma pergunta inusitada feita pelo atendente. O diálogo foi mais ou menos assim:

Eu: "Boa tarde, gostaria de marcar alguns exames para meu esposo".
Atendente: "Pois não, a senhora lembra o nome dele?"

????!!!!!

Minha memória anda meio curta, mas certamente ainda não cheguei a esse perigoso estágio. Fiquei imaginando porque o rapaz me fez aquela pergunta. O que vocês acham?

A - O atendente é um visionário, já pressentiu que terei de fato sérios problemas de memória no futuro e acabou cometendo esse "ato falho".
B - O atendente quis me testar com aquela pergunta para ver o que eu respondia.
C - O atendente anda muito estressado com seu trabalho.
D - O atendente é doido mesmo.
E - O atendente achou que a doida era eu.
F - Nenhuma das anteriores (então deixe a preguiça mental de lado e sugira outra alternativa...)

3 comentários:

Clara disse...

C, pois ele não devia estar falando coisa com coisa já rsrsrs

Beijooooss

http://meucadernorosa.blogspot.com/

Marluce disse...

Não acharia estranho se a clínica fosse para tratamento de Alzheimer :)
Já ouvi o seguinte diálogo com a secretária na sala de espera do médico:
"Pois é, o técnico do computador veio aqui, e vendo que eu tenho muitas fotos de criança, ficou falando que eu posso ser presa por ser PEDÓFA..."
:)

Daniel Savio disse...

Acho que ele fez a pergunta errada, isto sim...

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.