terça-feira, 22 de junho de 2010

Eu tenho 0 anos!

Gente, estive muito ocupada nos últimos dias, por isso dei uma sumida temporária. Além disso, domingo foi meu aniversário. Essa data, para mim, é duplamente comemorada pois, além de ter sido o dia de meu nascimento, o 20 de junho é o correspondente ao 31 de dezembro da cultura Aymara lá dos Andes, ou seja, é a véspera do ano novo Aymara (o que começou ontem é o ano 5.518)....então, tenho a sorte de dizer que minha nova idade começa, de fato, numa "virada de ano"...aliás, estive me lembrando muito do meu cumpleaños de 2009: eu, Humberto e Rui estávamos a quase 4mil metros de altura, na cidadezinha de Copacabana, na Bolívia fronteira com Peru. Recebemos as bençãos dos primeiros raios solares na montanha e tudo o mais...Este ano, passamos meu niver aqui no altiplano brasileiro mesmo, enquanto eu e Humberto nos preparamos, para daqui a alguns dias, conhecer uma nova parte dos Andes que ainda não conhecemos: os da Colômbia! Como veem, adoramos viver nas alturas!

Não poderia deixar de registrar aqui um presente que me fez chorar, mas de alegria. Rui, no último domingo, chegou para mim com cara sapeca e disse: "Sil, eu comi o seu presente!". Morri de rir com tal afirmação tão sincera e explícita. Após essa "revelação", ele me diz: "Mas eu trouxe outro para você, veja..." Quando tirei o tal presente misterioso de uma sacola, lá estavam uma bandeira enorme do Peru, bem maior do que a que tenho aqui em casa, e a bandeira do Tawantinsuyo (Império Inca). Por essa eu não esperava! Desandei a chorar, super emocionada, pois a maioria aqui já sabe que metade de minha família é peruana e parte dela tem raízes indígenas. E a bandeira do Tawantinsuyo, para mim, tem um significado que vai muito além de seu significado político e das polêmicas que volta e meia rolam continente afora: ela me lembra de valores que não abro mão nem a pau.

Depois das lágrimas que escorreram, botei carinhosamente as duas bandeiras numa mesa, ao lado da minha guampa de tererê (erva-mate tomada com água fria ou gelada): deveria ter batido uma foto desse interessante "cenário" mas esqueci...acabou sendo uma homenagem meio ao acaso às duas famílias nas quais dei a sorte de nascer: a chinesa-peruana mestiçada com outros povos, e a italiana-paulista-sulmatogrossense "quase paraguaia", cuja maioria de seus integrantes moram lá perto da fronteira com aquele país. Obrigada, papai do céu, por ter me botado no meio de duas famílias tão legais e alegres, acho que fui premiada. E obrigada também, papai do céu, por ter me dado tantos amigos. Muitos deles espalhados pelo Brasil e mundo afora, mas que estavam representados pelos de Brasília que estavam conosco, no domingo.

Na foto, eu apareço aí soprando a curiosa vela de meu bolo que, em vez de minha idade real, trazia o número 0. Havia comentado com o Kledir Ramil que a vela 0 para mim significa "renascimento". Ele gostou da idéia e me mandou um e-mail dizendo assim: "zero anos??!!??? eu também quero!!!!". É isso aí, viva a idade que a gente escolhe!

Crédito da foto: Humberto

7 comentários:

Ana Maria disse...

Parabéns! Feliz zero anos! Adorei isso!

lilly disse...

oi menina!
eu vi!
vc faz aniversario junto com meu marido!!
fala serio!
bjs
li

Rebeca Rocha disse...

Parabéns atrasado!
adorei essa de zero anos! :D

Rui Séve Samarcos Lóra, disse...

Silllllllll a foto ficou tão boa que se parece mesmo com nosso estilo de tirar foto. Voce em primeiro plano e eu lá atrás... igual ao do Coca Well.

VocÊ merece muito mais, inclusive a caixinha de chocolates de lingua de gato que "devorei"... mas não se preocupe, providenciarei novamente! E vou comprar duas, uma pra mim e outra pra voce!

Beijão e Feliz Ano Novo e FEliz Ano Zero!!!!!

Clara disse...

Parabéns!!!!!!

Tudo de bom e do melhor! Adorei conhecer um pouco mais sobre você e suas famílias! Não sabia! =D

Falei de você no último post do meu blog! Ele mudou, agora é esse:

http://claraalvarenga.blogspot.com/

Bjo grande!!

Clara

Aline Mariano disse...

A Sil criando moda! Adorei essa coisa do "zero" significar renascimento. É mesmo o fim de um ciclo e começo de outro.
Beijão e parabéns mais uma vez!

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, todo dia é dia recomeçar a renascer...

Fique com Deus, menina Sil.
Um abraço.