segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Com café, sem sono!

Não adianta. Não posso tomar café à noite, nem um mero capuccino, que ela me visita sem dó nem piedade: a senhora insônia! Foi o que me aconteceu de ontem para hoje. Não tenho idéia de quanto tempo dormi. Talvez umas duas horas, no máximo. Tentei ver um pouco mais de TV, planejar minha semana mentalmente, pensar em vários assuntos, ousei até o clássico e batido método de contar carneirinhos...mas nem isso deu certo. A impressão que tive é que, na hora de pular a cerquinha, os bichos olhavam para o tamanho dela e ficavam com preguiça de saltar. Consequentemente (oba, sem trema), não dava para contá-los, pois eles se amontoavam num canto só, dificultando o processo. E ainda por cima zombavam da minha cara...

Tenho inveja de quem não tem hipersensibilidade à cafeína.


3 comentários:

Stella disse...

Sil, não fique com inveja de mim, mas eu posso tomar uma garrafa térmica de café que não perco o sono. Eu sinto muito vontade de dormir,não posso encostar que já cochilo. Às vezes fico até com vergonha,pois o sono vem a qualquer momento, posso estar conversando com alguém, que ele nem se incomoda, me ataca com tudo. Mas não me importo, imagino como deve ser horrível não conseguir dormir.

Nilcéia Antonioli disse...

Compartilho com Stella esse prazer, cafeína prá mim é relaxante... aliás se eu precisasse pegar no solo usaria do artifício de detonar terroristas em um game qualquer, as ovelhinhas me dão insônia rsrsr!!!
Em minha mente tô ali com a arma apontada e cada um que me aparece, detono sem só nem piedade rsrsr, será que é por isso que não durmo?RSRRRSRRSSS!!!

Éder Cassuci "by night" rsrs.. disse...

E prima, experimente tomar depois do almoço que é a hora que bate aquele soninho e temos que ir trabalhar, sofria muito com isso!