quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Parece que só eu como as amoras daqui

Todos os dias, quando faço minha caminhada, faço festa com as amoras de minha quadra e das quadras vizinhas. Adoro amoras e, volta e meia, dou minhas paradas estratégicas para colher e comer algumas, fresquinhas, direto do pé.

Porém, uma coisa me intriga: porque sempre acho amoras maduras durante essa época? Será que a maioria das pessoas aqui não conhece amoras? E as crianças? Em minha infância a garotada de Brasília vivia pegando as frutas das árvores mesmo antes de amadurecerem. Hoje em dia, até goiaba consigo colher aqui na Asa Norte. Parece que a maioria das frutas passam desapercebidas até das crianças, com exceção das jacas e das mangas, por motivos óbvios.

Hoje comi um monte de amoras naquela rua entre o Hospital Regional da Asa Norte e a SQN 302. Acabei de me lembrar que, uns anos atrás, eu e Humberto voltamos pra casa com dois sacos de supermercado cheios delas, colhidas nas amoreiras em frente ao Hospital.

Intrigante...porém, egoísticamente, costumo dizer: que bom, assim sobram mais amoras pra mim!

3 comentários:

Daniel Savio disse...

Mas isto é massa, ter frutas assum perto de casa =P

Também é época da acerola.

Fique com Deus, menina Sil.
Um abraço.

Clara disse...

Eu amooooo amoras! No campus da UFES tem um pé que eu com muita sorte conseguia algumas verdes.. rsrs as pessoas devoram todas!!!

Quando eu morei em Brasília, morava no Cruzeiro Sul, acho que eu era uma criança meio diferente.. rs Eu subia em um pé de abacate perto de casa e levava para uns 2 ou 3 rsrs Meus pais ficavam malucos comigo por que eu sempre queria subir mais para pegar AQUELE abacate... rs

Beijosss

Clara disse...

Cruzeiro Sul, tava maluca... eu quis dizer Cruzeiro Velho! rs

Beijosss