terça-feira, 9 de novembro de 2010

Porque muita gente não gosta de comentar vídeos de música?

Ontem, um comentário em meu post com o vídeo do grupo Kallamarka, da Bolívia me chamou a atenção, em especial. Eu o transcrevo aqui:

Puxa vida, um vídeo com essa qualidade musical deveria ter uns vinte comentários aqui, cadê o povo que não comenta, hein? Ou essa gente tem preguiça de clicar no vídeo pra ver ou eles não sabem apreciar música de verdade, só escutam pagode, Restart, Banda Cine e Lady Gaga...


Júlio, Recife, Pernambuco

Dois pontos que o Júlio aponta me fizeram pensar: porque muitas vezes as pessoas não comentam posts com vídeos musicais e a falta de uma bagagem mais diversificada da maioria não só em música mas em outros temas também. Sobre o primeiro ponto, venho observando também em alguns outros blogs que a mesma coisa ocorre nesses espaços. Não sei explicar o porquê. Será que o vídeo pode demorar a carregar em alguns computadores? Talvez. Será pura preguiça de clicar no vídeo? Talvez. Será falta de tempo para curtir o vídeo? Talvez. Falta de interesse? Talvez. Só fazendo mesmo uma pesquisa séria pra descobrir a/s causa/s desse comportamento.

Sobre o segundo ponto, sei lá, parece que às vezes as pessoas só querem ouvir o que elas já conhecem e já gostam. É estranho. A internet facilita tanto as coisas para quem quer conhecer culturas diferentes...Quem não me conhece muito bem pode pensar que eu só escuto música latinoamericana, Kleiton e Kledir, Tavito e o Ludov, lá de Sampa. Apesar de ter meus prediletos (e eles são muitos), gosto de escutar estilos muito diferentes entre si e de várias partes do mundo. Acho que esse exercício musical só enriquece a gente, tanto do ponto de vista pessoal como acadêmico. Ultimamente, ando escutando muito o Yosef Karduner, que canta e toca músicas judaicas. Quem me apresentou o trabalho do Karduner foi o amigo Rui. Não sei explicar, eu me identifiquei com o som dele e é uma música que me traz sentimentos bons. Aí, enquanto curto música judia, ou na verdade qualquer outro tipo de música que não conhecia antes, meu cérebro vai estabelecendo pontos em comum com o que já conheço e pontos diferenciais. Acho isso mais gostoso que sorvete de chocolate!

Júlio, quanto a banda Restart, outro dia vi uma entrevista com eles no Jô Soares mas não lembro da música que eles tocaram. Confesso que fiquei observando suas calças coloridas e seus cabelos e me perdi nesse "exercício estético". A banda Cine me parece que andou ganhando uns prêmios meses atrás, mas ainda não ouvi. A Lady Gaga pra mim é sem sal, sem pimenta. Música como a dela existem aos milhões mundo afora, não vejo diferencial algum. Mas é aquela coisa: cada um tem a liberdade de gostar do que quer. Só acho um desperdício existencial, espiritual e cultural ouvir sempre o mesmo todos os dias. Variar um pouco de vez em quando é bom.

3 comentários:

giana disse...

oi sil.. obrigada pela visita, tambem estou adorando seu blog! já estou te seguindo. Bjs

Daniel Savio disse...

Menina, penso que seja mais pela demorar em carregar o video, fora quem acessa a internet no trabalho, o youtube é bloqueado (e por conta todos os videos dele)...

Fique com Deus, menina Sil.
Um abraço.

Clara disse...

Ei moça

Confesso que eu sou uma das pessoas que não comenta muito em post com vídeos. Também confesso que não sei definir direito o motivo, mas acredito que seja por duas razões:

1) Tenho tido pouco tempo durante a semana para entrar nos blogs dos amigos por falta de tempo. Daí quando tiro um dia assim, como o feriado ou o final de semana para colocar os posts em dia normalmente não consigo ler todos todos de todos os blogs e isso já me consome horas na frente do pc. Quando tem um post com música somente eu clico e deixo tocando.. mas quando é vídeo também admito que dificilmente eu clico. Há um tempo eu vi um vídeo no blog da Menina de Óculos, mas não cliquei. Passou uma semana eu resolvi ver o vídeo e fiquei muito emocionada, pois o vídeo era lindo!!! Isso me fez pensar também no que eu posso estar perdendo enquanto não assisto esse vídeos que pessoas que eu gosto disponibilizam para eu conhecer também.

2) Também acho que é por que eu sempre fui meio alienada quando o assunto é música. Acho que um pouco foi a criação, pois meus pais são muito resistentes a mudanças, tanto musicais quanto outras da vida, e só agora depois de mais velha que mudanças de conceitos e experiências estão sendo mais presentes aqui em casa por insistência minha e do meu irmão. Não sei.. pode ser isso também.

Não gostei muito do comentário do Julio, achei muito agressivo. Não acho legal julgar o gosto ou a atitude das pessoas dessa forma. Mas gostei muito do que você escreveu e concordo que ler e ouvir assuntos diferentes só nos enriquecem. Me fez pensar mais sobre o que eu posso estar perdendo em não dedicar um tempinho para ver e ouvir o que você acha interessante, da mesma forma que foi com o vídeo da Fran. =)

E eu estou achando esse momento de reflexão e mudança de paradigma mais gostoso que amoras! E olha que eu AMO amoras!!! rs

Beijão Sil!!! =****