segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Vagem com gosto de milho verde


Nessa de descobrir os prazeres da cozinha, outro dia tive uma experiência curiosa. Fui cozinhar ao vapor um pouco de vagem. Quando fomos comer, sentimos que esta carregava surpreendentemente consigo um sabor de milho verde (!!!). Só então me dei conta que havia comprado dessa vez um tipo diferente de vagem (achava que só havia um...).

Vagem é uma coisa que eu não gostava de comer quando criança. Depois, quando cresci, continuei não gostando, mas comia às vezes por saber que é bom para a saúde. Agora, usando a panela a vapor para conservar mais as vitaminas dos vegetais, descubro que este útil utensílio faz com que esses também conservem mais seu sabor original. E, nisso, começo a descobrir que gosto de coisas que não gostava antes...é incrível como a forma de cozinhar os alimentos faz diferença no sabor...cozinhar no vapor faz com que a gente perceba nuances de paladar nunca d`antes percebidas...

Viva a panela a vapor!

3 comentários:

LuLu disse...

Verdade, Sil!
Também sò cozinho legumes, verduras e a maioria dos tuberculos no vapor. O arroz às vezes, e também uso pra derreter algumas carnes. Além de manter os nutrientes bem mais do que "cozinhar" mergulhado n'àgua, também revela sabores nunca d'antes navegados. Algumas vezes o sabor é muito mais forte do que estavamos acostumados e a gente estranha, sabia? Grande aventura.
Sàbia e saudàvel decisao.
Beijo.
Lòiza.

Clébio disse...

Sil, já que você tocou nesse assunto de descobrir os prazeres da cozinha, eu respondi seu comentário lá no blog. Dá uma lida antes de tacar qualquer tempero.

PATERNITAS disse...

vai ver era vagem geneticamente modificada.

P.S. Para Ju: O clébio está forte comentarista. Daqui a pouco ele toma seu lugar de toptop e aí... top-top

Dãããããããã