segunda-feira, 26 de outubro de 2009

O nome da fruta misteriosa é lúcuma

Só hoje me lembrei de responder a um post que fiz semanas atrás perguntando que fruta é essa da foto. O Daniel Sávio achou que se tratava de alguma fruta do cerrado e disse que nem iria tentar adivinhar. Na verdade, sua sugestão de localização geográfica dessa fruta passou longe, bem longe. Na verdade, ninguém acertou...aliás, há alguns leitores específicos deste blog que poderiam acertar facinho, facinho, mas ficaram quietinhos. O nome da fruta acima é lúcuma e não existe no Brasil. É muito encontrada no Peru, Bolívia e Chile, até onde sei. Os exemplares que aparecem na foto acima eu comprei de um vendedor numa rua de Lima, lá no Peru. Fui tentar comer uma depois de tirar a casca mas não gostei lá muito...ela é meio gordurosa como o abacate mas o sabor não tem nada a ver com este. Em compensação, a lúcuma é mais que perfeita para produção de sorvetes (um dos mais gostosos que eu e Humberto já provamos), iogurtes, musses, pudins e similares.

Aliás, duas dessas lúcumas da foto ficaram, por esquecimento meu, num saquinho dentro de meu mochilão. Quando voltei ao Brasil, tive a grata surpresa de reencontrá-las e aproveitei para fazer um musse. Modéstia à parte, um dos melhores que já fiz, e não sou eu quem está contando vantagem, podem perguntar ao Humberto que ele confirmará o veredicto. Aliás, acabei de lembrar que estou com um pouco de lúcuma em pó aqui em casa, dia desses vou fazer o teste do musse com ele para ver se dá tão certo quanto deu com a fruta in natura.

Aqui no Brasil, o gosto da Abiu lembra um pouco o da lúcuma, só que muito mais suave.

6 comentários:

Daniel Savio disse...

Bem, pelo menos tentei adivinhar...

Pow, mas na Bolivia e cia, nem chutando muito eu adivinharia...

Fique com Deus, menina Sil.
Um abraço.

Ana Maria disse...

Olhando assim eu não reconheci. Confesso que já cheguei a confundir maçã com tomate!!! Dá pra notar que não sou uma boa conhecedora de frutas? Mas o sorvete é maravilhoso!

Sobre crianças que choram ao cortar o cabelo, eu lembro bem. Chorava porque queria usar cabelo comprido e me obrigavam a cortar e também por medo da tesoura. Sempre dava a impressão de que a mulher ia furar os meus olhos!!

Nilcéia Antonioli disse...

Oi amiga, isso me reportou ao araçá e a um tipo de goiabinha que existe no Rio Grande, ela mesmo madura ainda é verdinha, a gente corta ao meio e só um pouco da poupa é comestível, aliás deliciosa!

Valew! Não conhecia!!!

Beijão! =)

Fabiana disse...

Daí imagino o termo lucumal, q vc as vzs usa?! A propósito, adorei as novas músicas do Blog!!!

Beijos

julia disse...

Gracias...hasta ahora la conozco. No conocía la fruta!

Clébio disse...

Olhando assim parece uma espécie híbrida entre a manga e o pequi. Talvez uma experiência genética para sustituir espinhos por fiapos hehehe.

Sobre seu comentário lá no blog, lembrei de outra música que ganhou versão brasileira: "I Should Have Known Better" do Jim Diamond virou "Tio Júlio é bombeeeiro...".

Abraços.