terça-feira, 13 de outubro de 2009

Sampa, tô chegando aí

Amanhã pela manhã embarco pra Sampa. Estou tentando arrumar meu mochilão. Amo viajar mas detesto tanto arrumar como desarrumar a bagagem. Um de meus sonhos de consumo é poder viajar só com a roupa do corpo...Sou mulher, mas tenho verdadeira alergia a bagagens gigantescas. Prefiro articular algumas peças básicas e pronto: o mínimo possível de volume. Não tenho vocação de lesma pra ficar levando a casa nas costas. O problema é que como o clima anda bastante instável e não confio totalmente na meteorologia, a tarefa anteriormente citada se torna um pouco mais difícil. Mas, tudo bem: viva a vida prática! Acabei de selecionar algumas pecinhas num esquema híbrido de razão e "uni-duni-tê" e pronto. Isso é o de menos.

Tarefa muito mais difícil é conseguir ver todos os amigos de lá em poucos dias, conciliando agendas. Pelo menos, já garanti com alguns. Se alguém com o qual não consegui falar quiser se encontrar comigo, é só me contactar via e-mail ou pelo blog mesmo, ok.

Coisa boa, Sampa. Essa poluição me faz um bem danado...

3 comentários:

Menina de óculos disse...

E amanhã a noite chego em Brasília.

Tenho problemas com malas. Ao contrário de vc, quero levar tudo.

Sempre acho que esqueci algo.

Mas eu acho que consegui armazenar tudo direitinho na minha pequena mala ...

Na próxima nos encontramos Sil..
Boa viagem!
Bjs

Bella disse...

Nossa, eu tb nunca sei o que levar,pq quero sempre levar o mínimo possível. Minha maior raiva é levar algo e ñ usar. Mas por outro lado, já pensou passar pelo aperto de ñ ter roupra pra certa ocasião??? Indecisão... =S

Stella disse...

Que bom, Sil! Que deu pra gente se encontrar! Volte logo!