quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Aqui em casa temos cigarra particular

Como todos os anos, as cigarras estão cantando com intenso entusiasmo primaveril pelas quadras de Brasília. Eu adoro esse canto e minha gata mais travessa, a já célebre MaluCat Valentina, parece saber muito bem disso, pois outro dia ela capturou um desses alados seres cantores e ficou correndo pela área de serviço com ele na boquinha. Pois é, aqui somos chiques: temos direito a cigarra particular e itinerante, ainda por cima! A cena é divertida, o problema é que seu canto dentro do apartamento e em versão "Stereo" é muito alto: não dá pra assistir TV sossegado nem falar ao telefone com esse espetáculo. Ano passado, durante a primavera, MaluCat fazia isso quase todos os dias. Humberto, invariavelmente, ia lá salvar a pobre cigarra. Naturalmente, algumas ficavam sem uma das asas ou sem parte delas, depois de serem retiradas da boca da gata...Esse ano, até agora, houve só uma "operação de salvamento". Vamos ver como será o resto da estação.

MaluCat parece se divertir às pampas. Tenho a impressão que curte adoidado essa brincadeira. Penso que ela gostaria de conseguir fazer um som como o da cigarra por conta própria. Quando corre com ela, acho que consegue curar um pouco essa frustração...

4 comentários:

Silvana Fabbri disse...

kkkk MaluCat maluquinha kkkkk
Estou até vendo ela com a cigarra na boca kkkk que graça, adorei ....
Beijokas mil e sucesso.
meumundocordeabobora

Clara disse...

iauhuiahiuahauhiuhaiuha, sempre a Malucat! rsrsrs Tem carinha mesmo de arteira! Já a Pantera tem mesmo a carinha de quietona, na dela. rss

Me divirto muito com seus textos! Apesar de ser bióloga, eu detesto o canto! kkkkkkkk Aiii, acho irritante! Principalmente porque elas resolvem cantar na hora de um programa de tv interessante, ou bem perto da minha casa, fazendo meu cachorro uivar. rss

beijosss

dulce monteiro disse...

Oi Sil! Tb tivemos um caso de amor c/ uma cigarra. Em viagem pelo interior,ela pegou uma carona e fazia um barulho q. nos levou à pensar em defeito no motor do carro. Fomos parar em oficina na estrada,e td mais,e nada. Ela parava sempre na hora q buscávamos ajuda à mecânico. Enfim,chegamos em terra firme. Na hora de desfazer a bagagem,lá estava ela...risos e uma "raivinha"dessa danada q. atrasou a nossa chegada em casa!!!Pior p/ela né? saiu de seu habitat....

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, a Malucat pelo jeito acaba decidindo qual é sua cigarra de estimação pelo jeito...

Fique com Deus, menina Sil.
Um abraço.