quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Levei minhas gatas pra igreja

Na segunda-feira, dia de São Francisco, fomos eu, Juliana, minha mãe e as duas gatas na missa da benção dos animais. Gostei da celebração: alegre e bem cantada. E, para minha surpresa, os bichos de estimação em geral ficavam comportados ao lado de seus donos, como se entendessem que o lugar era de oração e reflexão. O único momento no qual os cachorros, grupo dominante por ali, se manifestavam de maneira coletiva era quando os humanos batiam palmas em alguma música. Aí o coral de latidos competia com o das palmas....Aliás, ali havia cachorros de todas as raças, cores, tamanhos e latidos. Para quem pensa em arrumar um, sugiro que vá a essa missa, celebrada todos os anos no dia 4 de outubro. É um verdadeiro "catálogo ao vivo".

Minhas gatas estavam numa casinha de plástico, para evitar problemas com o grupo dominante. Cheguei a ver um gato siamês comportadíssimo e de coleira no fundo da igreja, bem juntinho a uns três ou quatro cachorros pequenos. Quase não acreditei na calmaria daquele felino. Pelo visto, devem ter feito uma lavagem cerebral nele desde filhotinho para pensar que era um cachorro...

O momento final da missa, quando o bispo foi aspergir água benta nos bichinhos todos, na escadaria da Igreja, foi o mais curioso: imaginem eu e minha mãe, as duas erguendo a tal casinha de plástico com MaluCat e Pantera dentro, acima de nossas cabeças. Fizemos um verdadeiro exercício de levantamento de peso para que um pouquinho da água caísse nas duas. O engraçado é que caiu mais água na minha testa do que na cabeça das gatinhas. Sei lá, acho que o bispo olhou pra mim e deve ter pensado: "Vixi, essa aí tá precisando de mais água benta do que as gatas"...

Para o ano que vem acho que vou arrumar um "Cat-Bag" para transportar as gatinhas (ou melhor, as gatonas) de uma maneira mais prática, em meu colo.

4 comentários:

Silvana Fabbri disse...

kkkkkk adorei a gata com lavagem cerebral kkkkkk você é demais mesmo.
Agora vou ler o que a MaluCat escreveu .....
Beijokas
meumundocordeabobora

Stella disse...

Sil, a Nina tem medo de sair de casa. É valentona só em casa, e mesmo assim qdo não tem ninguém estranho. Não a levei, mas eu recebi a água benta no lugar dela. Todo 4 de outubro vou à Igreja de S. Francisco tb.

Clara disse...

Olha, que legal... uma missa para os animais. Não conhecia!!!

Meu cachorro não daria certo em um lugar com muitos outros cachorros e gatos e, o pior, que requer comportamento. rs Não, nem pensar. rs

Beijosss

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, sabia...

Mas nossos companheiros animais são bastante importantes para a nossa vida.

Fique com Deus, menina Sil.
Um abraço.