domingo, 8 de março de 2009

Noite de sábado marcada por risos compulsivos

Eu e Jica. Turcão, cadê você?
A Cia Filarmônica de São Paulo, Jica y Turcão. O Turcão, que fugiu da foto acima,
não conseguiu escapar desta (ele é o carinha de azul fazendo travessura ali atrás).

Ontem tivemos uma surpresa ótima! Estávamos num churrasco quando, de repente, o Jica me liga, diz que está em Brasília e iria fazer show naquela noite, no Teatro Nacional, com a Cia Filarmônica de São Paulo, um grupo muito bom que toca Beatles. Vibrei às pampas, pois sou fã do Jica e do Turcão desde criança, na época que eles tocavam e cantavam no Tarancón, um dos grupos brasileiros de música latinoamericana. Depois, curtia quadros humorísticos da dupla Jica y Turcão pelo Youtube. De uns tempos para cá, comecei a trocar umas idéias com Jica via internet, mas ainda não havia tido o prazer de conhecê-los ao vivo.

Pois bem...havia chegado a hora!

Chegamos lá na sala Villa Lobos do Teatro Nacional, em meio àquela "fumaceira". Humberto achou que fossem aqueles vaporzinhos que jogam do teto para amenizar a falta de umidade. Para mim, era gelo seco mesmo. No final, concluí que isso deveria ser efeito cenográfico para "criar um clima" de fog londrino, já que no show os músicos apresentariam canções dos britânicos Beatles (foi isso mesmo, Jica, ou foi "viagem" minha?). Sei que foi engraçado: a gente morrendo de calor e eu vendo fog no interior do Teatro.
Só sei que, meio que inesperadamente, no meio desse suposto fog, aparecem os dois fazendo suas estrepolias e "atrapalhando", como diz o próprio Jica, o pessoal da Cia Filarmônica. Adoramos o show, não vou contar como a coisa rola para deixar vocês curiosos e irem assistir ao show deles. Mas posso dizer que adoramos a apresentação que teve duas coisas que gostamos demais: humor e músicas dos Beatles. Os músicos da Cia Filarmônica de São Paulo são ótimos e mataram minha saudade de ouvir músicas da banda inglesa. Já Jica y Turcão me mataram de tanto rir. Fui tomada por uma crise de risos compulsivos do início ao final do show, estava difícil até respirar (e nisso acabei me lembrando que havia esquecido ontem de tomar o remédio para minha asma leve).

Tomara que voltem logo a Brasília para mais shows! E acho que vão voltar, pois o espetáculo quase lotou a sala Villa Lobos, que tem 1307 lugares...daí vocês já tem uma idéia de como foi o burburinho. Da próxima vez, prometo que não vou esquecer de tomar meu remédio. Assim, posso rir ainda mais. E, pensando bem, acho que esse delírio de ver fog londrino numa cidade quente como esta, pode bem ser consequência desse esquecimento também...

Crédito das fotos: Humberto.

4 comentários:

Bella disse...

Humor e Beatles? Uau, que ótimo em Sil! Adorei!
Ah, Feliz dia Mulher pra vc!

Fabiana disse...

Já até "vi" vc nessa sua crise em pleno teatro... ai ai ai..... Imaginando o q não devia de certo... risos.... Vc e sua imaginação fértil em quadrinhos.... :-P

jica disse...

Pô ! fiquei contente demais de
ver vocês por lá.Sou meio tímido
fora do palco e de Brasília só lembrava de prédios , ruas com
números e letras e de procurar horas por uma banca de jornal...Além da Plebe Rude ,
Legião e do Capital Inicial .Legal descobrir
em Brasília gente bacana como vocês ! Muito grato ,
bjão Humberto , bjão Sil.
Jica

Ana Paula Pietroluongo - CRP 01/10839 disse...

Sil!!
Que grande surpresa!!!!!!
Muito bom poder viver momentos assim!!!!!!

Da proxima vez, chama nóis!!!! 8)

BEIJOS