terça-feira, 31 de março de 2009

Uma espécie rara? Um experimento biológico? Não, apenas um Tamanduá Mirim!

Noite dessas, escutamos um uivo caprichado aqui pertinho. Ficamos tentando analisar essa manifestação noturna e não chegamos à conclusão se era um cachorro com inveja dos lobos que paqueram a lua cheia ou se era um desses passeando por aqui.

A muitos pode parecer estranha essa segunda possibilidade, mas para quem não conhece Brasília vou logo explicando: há vários lugares residenciais aqui próximos a mato ou cerrado e não raro aparecem bichos em locais totalmente inusitados, como foi o caso, em 2007, do pequeno tamanduá que foi encontrado cochilando no alto de um poste de luz...


Por falar em tamanduás, uma de minhas irmãs só outro dia descobriu qual era o "bicho esquisito" que ela viu enquanto caminhava da Biblioteca Central da UnB para outro prédio da universidade. Ela chegou a ficar assustada e bem impressionada, achando que havia se deparado com alguma espécie rara ou talvez algum experimento dos estudantes de Biologia correndo pelo campus da instituição. Porém, o tal "monstro misterioso" do imaginário de minha irmã era apenas um Tamanduá Mirim, o mesmo tipo que foi encontrado no alto de um poste. É que ela só conhecia, até então, o Tamanduá Bandeira, que é razoavelmente diferente.

Quanto a nós, até agora não sabemos se o uivo de noites atrás era de cachorro ou de lobo. Ih, esperem....era noite de lua cheia? Chi, vocês estão pensando o mesmo que eu?!

6 comentários:

PATERNITAS disse...

Sim, sorvete gelado com calda de chocolate quente faz sempre a gente uivar de prazer.

LuLu disse...

Hehehehehehe..

Fabiana disse...

Pimenta, seu celular está tocando!!!!!! :-P

Como diria Zé Ramalho em uma de suas músicas, 'Mistérios da Meia Noite'.......... :-)

"(...) vira vira homem, vira vira lobisomem..." (se não estou enganada, Ney Matogrosso gravou essa música..... e acho q Roberto Leal tb!!!

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, não deixa de ser uma especie rara de se ver...

Fique com Deus, menina Sil.
Um abraço.

Clébio disse...

Te juro que quando li o título do texto achei que fosse outro bicho achando que é celebridade como as vacas de Pirenópolis.

Sílvio disse...

Na verdade há mais duas espécies de tamanduá, o tamanduá-mirim e o tamanduá-de-colete. O do poste era o de colete...