domingo, 1 de março de 2009

Saudade é o amor que fica

Achei linda a frase que minha amiga Nil escreveu em seu Orkut ontem: "Definição de saudade por uma criança: saudade é o amor que fica....". Simples e profundo. Fiquei tentando imaginar qual seria a minha definição....para mim, saudade é uma presença que transgride tempo e espaço. E por falar em saudade, eis aí acima uma das minhas fotos que mais me remete a essa palavra...

E você? Qual sua definição de saudade?


Crédito da foto: Humberto.

5 comentários:

LuLu disse...

SAUDADE é ausencia presente e latente.
E dòi, viu?
Como dòi!

NowaY disse...

Saudade é uma dorzinha lá no coração por não termos a pessoa/animal/coisa perto da gente.

Fabiana disse...

Falando sobre saudade, resolvi pesquisar no google sobre a mesma, e eis q surge no site da Wikipédia a seguinte definição:
Saudade é uma das palavras mais presentes na poesia de amor da língua portuguesa e também na música popular, "saudade", só conhecida em galego-português, descreve a mistura dos sentimentos de perda, distância e amor. A palavra vem do latim "solitas, solitatis" (solidão), na forma arcaica de "soedade, soidade e suidade" e sob influência de "saúde" e "saudar".

Diz a lenda que foi cunhada na época dos Descobrimentos e no Brasil colônia esteve muito presente para definir a solidão dos portugueses numa terra estranha, longe de entes queridos. Define, pois, a melancolia causada pela lembrança; a mágoa que se sente pela ausência ou desaparecimento de pessoas, coisas, estados ou ações. Provém do latim "solitáte", solidão.

Uma visão mais especifista aponta que o termo saudade advém de solitude e saudar, onde quem sofre é o que fica à esperar o retorno de quem partiu, e não o indivíduo que se foi, o qual nutriria nostalgia. A gênese do vocábulo está directamente ligada à tradição marítima lusitana.

A origem etimológica das formas atuais "solidão", mais corrente e "solitude", forma poética, é o latim "solitudine" declinação de "solitudo, solitudinis", qualidade de "solus". Já os vocábulos "saúde, saudar, saudação, salutar, saludar" proveem da família "salute, salutatione, salutare", por vezes, dependendo do contexto, sinônimos de "salvar, salva, salvação" oriundos de "salvare, salvatione". O que houve na formação do termo "saudade" foi uma interfluência entre a força do estado de estar só, sentir-se solitário, oriundo de "solitarius" que por sua vez advem de "solitas, solitatis", possuidora da forma declinada "solitate" e suas variações luso-arcaicas como suidade e a associação com o ato de receber e acalentar este sentimento, traduzidas com os termos oriundos de "salute e salutare", que na transição do latim para o português sofrem o fenômeno chamado síncope, onde perde-se a letra interna l, simplesmente abandonada enquanto o t não desaparece, mas passa a ser sonorizado como um d. E no caso das formas verbais existe a apócope do e final. O termo saudade acabou por gerar derivados como a qualidade "saudosismo" e seu adjetivo "saudosista", apegado à ideias, usos, costumes passados, ou até mesmo aos princípios de um regime decaído, e o termo adjetivo de forte carga semântica emocional "saudoso", que é aquele que produz saudades, podendo ser utilizado para entes falecidos ou até mesmo substantivos abstratos como em "os saudosos tempos da mocidade", ou ainda, não referente ao produtor, mas aquele que as sente, que dá mostras de saudades.

Apareceram tb algumas frases sobre saudade q achei interessantes e q definem pra mim o q é o sentimento:

A distância impede que eu te veja, mas não impede que eu te ame.
(Luiz Carlos Ijalbert)

A distância pode causar saudades, mas nunca o esquecimento!
(Anônimo)

Apesar da distância, saiba que podemos estar tão próximos quanto as pessoas possam imaginar.(Anônimo)

Tem outras que se fosse colocar aki, seria complicado...

Beijos

Nilcéia Antonioli disse...

Oi Sil, me passou algo refletindo agora sobre esse tema, aliás li o que Fabiana postou aqui,(obrigada!).
Vc mais do que ninguém sabe que essa palavra não tem um correspondente na língua espanhola e nem em inglês, a gente fala - te extraño, ou, I missing you, isso prá mim é mais próximo, algo assim como ouvi Caetano dizer em um de seus diálogos com Chico Buarque, vc quando fala de sentimentos, ou se coloca como mulher em tuas canções, não fala egoísticamente, ou seja, não dá um parâmetro que é somente teu, ali vc expressa o teu self, então estar saudoso é muito mais que projetar algo que alguém nos introjetou quer em forma de beleza e poesia, quem em forma de convivência, é sim, colocar prá fora todo os sentimento que tá ali misturado com o outro como se ele tivesse te levado junto prá algum lugar distante.
Cruzes rsrsr, acho que é isso rsrsr!!!

*Ju* disse...

Lembrei de uma cartinha que recebi de algum primo meu "Estou morrendo de saudes!"